Fale Conosco

Uma visita técnica de representantes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC) e do Ministério da Saúde marcou, nessa terça-feira (13), o início das ações do projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), de Patos.

Esse projeto vai contribuir com a gestão hospitalar, por meio de uma melhor sistematização de processos assistenciais, administrativos e gerenciais, que promoverão a redução de riscos aos pacientes, familiares e colaboradores seguindo os princípios do Programa Nacional de Segurança do Paciente, do Ministério da Saúde.

Segundo a diretora clínica do Complexo, Jaquelline Andrade, o projeto vai possibilitar o aperfeiçoamento de práticas que melhorarão, ainda mais, a assistência prestada pela unidade, principalmente no setor Covid. “Com o projeto, esperamos aperfeiçoar nossos processos internos, impactando positivamente na redução do tempo de internação, no aperfeiçoamento do giro de leitos, numa melhor disseminação da cultura de qualidade no atendimento e segurança do paciente e ainda reforçar a otimização de custos da unidade, que já tem uma gestão consciente e eficaz de recursos”, destaca a diretora.

O diretor geral da unidade, Francisco Guedes, reforça a importância do projeto para o Hospital de Patos. “As ações que nos dão suporte para melhorar nossa prestação de serviços, como esse projeto, sempre encontrarão espaço para serem implantadas e executadas e, neste caso específico, estamos muito contentes e ainda mais receptivos, pois ele trará para a nossa unidade um conjunto de ações que fortalecerão, ainda mais, o processo de melhoria contínuo que já está em andamento desde o ano passado”, reforça o diretor geral, agradecendo a Tarcianna Suassuna, do Ministério da Saúde, que foi quem inscreveu o Hospital Regional de Patos no Projeto.

As ações realizadas nessa terça-feira marcam o começo efetivo do projeto, que consiste na aplicação da Ferramenta de Avaliação Hospitalar (FAHosp), que vai servir para fazer o diagnóstico da situação atual da unidade. A partir daí, explica a coordenadora do Projeto pelo HAOC, Carolinne Abrahão, serão feitos o planejamento de melhorias, seguido da implantação de processos que serão monitorados ao longo dos próximos 18 meses, através de visitas presenciais e atividades remotas periódicas. A unidade já formou uma equipe interna multiprofissional, que terá a responsabilidade e compromisso de ser multiplicadora de conhecimentos com os demais colaboradores em seus mais variados setores de atuação.

A equipe que representou o Hospital Alemão Oswaldo Cruz na visita técnica ao Complexo de Patos foi composta pela médica Ana Lúcia Acquesta, pelo enfermeiro  Leonardo Tome da Silva, pela farmacêutica Tatiana da Silva Francelino e ainda pela coordenadora do Projeto RHP, Carolinne Abrahão. Já a Força Nacional do SUS foi representada pela enfermeira Tarcianna Suassuna.

Sobre o Projeto – O Projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP) é uma ação de intervenção e de instrumentalização em gestão em saúde que desenvolve ações para fortalecer e fomentar melhorias nos processos assistenciais, administrativos e gerenciais dos hospitais do SUS, com enfoque na avaliação e no monitoramento contínuo de processos, na redução de custos e no gerenciamento consciente de recursos humanos e materiais, consequentemente contribui para a padronização de rotina e a redução de riscos aos pacientes, aos familiares e trabalhadores da saúde.

O projeto já contempla outros 56 hospitais públicos no país, localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, áreas onde o número de casos de Covid cresceu muito nos últimos meses. Na Paraíba, além do Complexo Hospitalar de Patos, outras unidades vão desenvolver o Projeto, a exemplo do Hospital de Trauma de Campina Grande e o Hospital Militar Edson Ramalho, em João Pessoa.