Fale Conosco

A cidade de Conde já foi destaque nacional como o município que tem uma prefeita que usa tornozeleira eletrônica, acusada de participar de um dos maiores esquemas de corrupção do País. A prefeita Márcia Lucena foi denunciada pelo Ministério Público da Paraíba por participação em organização criminosa e por violação de dever inerente ao cargo por suposto recebimento de R$ 100 mil da organização social Cruz Vermelha Brasileira, filial Rio Grande do Sul (CVB), como antecipação de propina investigado pela Operação Calvário. Antes de seguir, relembre o caso:

Hoje, a tornozeleira eletrônica que a gestora usa é o principal símbolo da farra que ela, Ricardo Coutinho e dezenas de ex-secretários, empresários e servidores públicos fizeram com dinheiro público. É justamente esse símbolo que precisa ser realçado para que o povo condense não volte a cair no papo furado da atual prefeita, pois até mesmo os advogados que hoje não deixam Márcia ir presa são custeados com o dinheiro que ela recebe do povo, custeado por impostos e tributos pagos pela sociedade.

A seguir, o Blog repercute na íntegra um levantamento de todas as acusações que pesam sobre Márcia Lucena feito pelo site Informa Paraíba, com dados e questionamentos que precisam ser esclarecidos pela Justiça, pelo Ministério Público e pela própria prefeita.

Confira:

A prefeita de Conde, Márcia Lucena, foi presa no dia 17 de dezembro de 2019 durante a 7ª fase da Operação Calvário, que investiga um esquema de desvio de dinheiro da saúde e que pertence ao povo, através de Organizações Sociais.

Márcia Lucena que deseja voltar a comandar o executivo municipal da cidade de Conde, foi solta do presídio feminino Maria Júlia Maranhão, medidas cautelares, no dia 21 de dezembro do mesmo ano.

Vive na expectativa da visita da Polícia Federal e do GAECO batendo a sua porta a qualquer momento, está solta por manobra jurídica de advogados de alto custo, onde supostamente, já se falam de quem paga é o povo da cidade de Conde.

Dinheiro que deveria está sedo aplicado em saneamento sanitários, na educação, na saúde, segurança pública, merenda escolar e outros benefícios estão sendo, segundo informações, aplicados para manter a prefeita fora da cadeia. Um absurdo!

De acordo com o Ministério Público, Márcia Lucena teve sua candidatura à prefeitura de Conde viabilizada com a ajuda de propinas e, como contrapartida, teria agido para introduzir organizações sociais no sistema de saúde municipal. Ela foi denunciada por participação em organização criminosa e por violação de dever inerente ao cargo.

O Ministério Público de Contas emitiu parecer no Processo 05576/2018 que analisa as contas de 2017 da prefeita de Conde, na Paraíba, corroborando com o parecer dos auditores do Tribunal de Contas do Estado – TCE, que detectaram danos ao erário decorrentes do pagamento de mais de 800.000,00 reais à LimpMax, em menos de duas semanas, quando o TCE-PB havia determinado a suspensão de todos os atos advindos da dispensa de licitação, inclusive de pagamentos.

Na sua decisão o Procurador Geral do Ministério Público de Contas, Luciano Farias, destacou a gravidade do ocorrido e realçou que tal fato está sendo motivo de discussão no Processo 1070/2017 no qual o Ministério Público apontou irregularidades de quase um milhão e meio de reais no contrato entre a gestão Márcia Lucena e a LimpMax, e pediu a devolução do valor e a aplicação de multa.

Pergunta que não pode ser calada: o dinheiro já foi devolvido? Se não foi, cadê o dinheiro!?

Lembrando a saúde pública, Policlínica sem médicos e medicamentos encontrados no almoxarifado da Secretaria de Saúde vencidos em quanto o povo agonizam por falta de gestão na saúde.

Isso é apenas alguns lembretes que fazemos aqui nesta matéria, pois, se formos colocar todos os escândalos, desvios, superfaturamentos, propinas e prisões está matéria será um jornal, já que a atual gestão pública da cidade de Conde é uma vergonha.

É a está pessoa que o povo de Conde quer com a chave do cofre público do município?

O povo da cidade de Conde, certamente, deverá pensar melhor o que desejam para o seu futuro, escolhendo uma pessoa com compromisso, responsabilidade, respeito como os seus munícipes, honesta, de principio moral e que nunca foi presa por roubar o dinheiro dos trabalhadores e trabalhadoras.

Acorda digno povo da cidade de Conde!!!!