Fale Conosco

A Prefeitura de João Pessoa firmou uma parceria com o Unipê para instalação de um consultório odontológico na Coordenadoria da Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial. O documento foi assinado nesta quarta-feira (29) pelo vice-prefeito Leo Bezerra, pelo coordenador da Promoção à Cidadania LGBT, Geraldo Filho, e pela reitora do Unipê, Mariana de Brito.

O Unipê doou uma cadeira odontológica que será instalada na sede da Coordenadoria LBTQIA+, no Centro da Capital, onde será oferecido tratamento odontológico gratuito através do ‘Riso Trans’, projeto de extensão do curso de Odontologia do Centro Universitário.  Os atendimentos aos usuários serão feitos pelos alunos da faculdade com supervisão dos professores.

Na ocasião, o vice-prefeito Leo Bezerra destacou a importância dessa parceria público-privada. “Era um sonho que tínhamos, desde que iniciamos a gestão, de trazer benefícios para a população e hoje está se concretizando. Fico feliz com essa parceria que firmamos com o Unipê e de estar representando o prefeito Cícero Lucena, nessa gestão que verdadeiramente cuida população e com o público LGBT não será diferente”, afirmou.

Já o coordenador da Promoção à Cidadania LGBT, Geraldo Filho, disse que esta parceria é uma grande conquista. “Para nós da Coordenadoria LGBT, poder construir, em parceria com o Unipê, um consultório odontológico para atender a população LBTQIA+ do município, é sem dúvida a maior conquista, pois se trata de uma população de extrema vulnerabilidade”, ressaltou.

Segundo a reitora do Unipê, Mariana de Brito, essa parceria reforça o compromisso social da instituição com o processo de transformação da sociedade. “É uma alegria imensa ter os nossos cursos participando junto com os órgãos públicos para beneficiar a sociedade de alguma forma. Então, é importante essa parceria com a Coordenadoria LBTQIA+ por meio do curso de Odontologia, fazendo a doação desse consultório odontológico para que a gente possa prestar um serviço de qualidade a essa população em um lugar onde ela sente mais acolhida”, pontuou.

A reitora disse ainda que “a ideia é que seja apenas o primeiro passo e que a gente possa ampliar, por meio de outros cursos e outros projetos, oferecendo uma série de atividades que possam beneficiar essa comunidade garantir a maior inserção e inclusão dela de forma respeitada”.

De acordo com o coordenador do curso de Odontologia do Unipê, Marcos Vasconcelos, o objetivo é acolher os usuários da Coordenadoria LGBT oferecendo serviços de Odontologia. “Dentre os serviços que estarão oferecidos, estão os tratamentos básicos como restaurações, pequenas cirurgias e tratamento de gengiva para que os usuários possam restabelecer sua saúde bucal e possam ocupar um melhor espaço no mercado de trabalho”, detalhou.