Fale Conosco

Depois que vieram à tona, neste domingo (25), imagens de DJ Ivis ferido após uma suposta briga com Pamella Holanda no dia 12 de março, no apartamento do agora ex-casal, em Fortaleza, a arquiteta resolveu se pronunciar. Após dizer à coluna Leo Dias que nunca viu o produtor como ele aparece nas fotos, ela revelou que entrou, nesse sábado (24), com pedido de apreensão do celular do produtor.

Pamella explicou que a divulgação das imagens, que foram expostas com exclusividade pelo jornalista Luiz Bacci, fere a medida protetiva, obtida em 4 de julho. “De acordo com a decisão, pode ser ele ou algum intermédio a mando dele, que fere do mesmo jeito”, diz.

Na época das fotos, o produtor procurou a polícia e denunciou o caso. O material foi entregue à defesa momentos antes da prisão do DJ, no dia 14 de julho, por agressões à arquiteta. Fontes ligadas à Ivis disseram que os áudios das brigas do casal, expostos recentemente, e essas imagens serão fundamentais na tentativa de tirá-lo da prisão.

“Nunca o vi desse jeito. Deve ter sido uma briga dele com alguma… No hotel da vida dele. Ridículo, meu Deus”, disse Pamella.

Outras acusações

Ela gravou um vídeo no qual comenta os supostos áudios vazados na quinta-feira (22), que expõem, ainda mais, a relação tóxica em que vivia ao lado do produtor. A arquiteta mostrou ainda, nos Stories, uma foto de várias roupas e objetos aglomerados e escreveu: “Ele nos deixou, eu e minha filha, sem casa de propósito”.

Em um trecho do vídeo, ela diz: “Gravava (DJ Ivis) tudo porque sabia que ia precisar um dia provar que não era isso que ele é. Sempre me ameaçou com gravações, com vídeos, com o meu passado… Inseguro, doente, psicopata. Nem eu, nem tua filha, temos culpa do que você escolheu ser, nem do seu passado, nem dos seus traumas. Te dei a única coisa boa e perpétua da tua vida. Nem mil cartas suas apagam tudo o que você me fez e tenta fazer. Deus está comigo. E essa guerra você quem insiste em ter razão. Para que? Por que? Você só perde cada vez mais. Você só vai cada vez mais baixo. Quer desviar a atenção, quer a aprovação das pessoas, isso é doença. Eu só peço a Deus que ele lembre que existe a Mel entre tudo isso”.

 

Redação com Metrópoles.