Fale Conosco

Segundo o bem informado Cláudio Humberto, a reforma ministerial acontecerá entre 20 de dezembro e 15 de janeiro e só não aconteceu ainda por pressão de Lula, que defende que alguns ministros fiquem até março. A pressa de Dilma pode beneficiar o senador paraibano Vital do Rego, cotado para o ministério da Integração.Mas, se prevalecer a opinião de Lula o beneficiado será o ministro Aguinaldo Ribeiro, que ganhará uma sobrevida de três meses.

Veja a nota na íntegra:

Apesar da pressão do ex-presidente Lula para manter nos cargos os ministros candidatos até março, a presidenta Dilma está ansiosa para promover uma reforma ministerial entre 20 de dezembro e 15 de janeiro. Ela está irritada com ritmo lento dos ministros, preocupados demais com suas campanhas, e planeja substituí-los o quanto antes, até para ter o que mostrar em sua própria campanha à reeleição. 

A pressão maior de Lula é por Alexandre Padilha (Saúde). Acha que prolongar sua permanência é vital para a disputa pelo governo paulista.

Partidos aliados cobram “isonomia” de Dilma: querem que seus ministros fiquem nos cargos até março, como os do PT. 

Na expectativa de faturar ministérios, PTB e PROS, dos irmãos Cid e Ciro Gomes, pressionam por imediata reforma ministerial. 

O PMDB também não vê a hora de ver a posse ao senador Vital do Rêgo (PB) na Integração, também cobiçado por PT, PTB, PP, PROS…