Fale Conosco

O casamento do PMDB com o PT chegou ao fim aqui na Paraíba e há quem diga que também caminha para o divórcio no restante do País, mas como são maduros e bem resolvidos não haverá barraco e podem até “ficar” de vez em quando.

Foram quatro campanhas, houve alegrias e lágrimas, acertos e erros e apesar de cada um tá indo para um lado, podem convidar os dois para o mesmo evento que o diálogo flui.

A separação foi anunciada ontem pelo senador Vital, mas o PT já vinha assumindo outros parceiro desde 2010.

Em Pombal o casal vivia entre tapas & tapas e a notícia fez cada lado respirar aliviado, pois seria constrangedor se houvesse uma recaida em 2014 e os adversários fossem obrigados a frequentar o mesmo palanque.

Em Campina é o PMDB que sente alívio por não querer de volta ao convívio gente que usufruiu da gestão Veneziano por oito anos e na undécima hora pulou a cerca para ficar com o PP e agora pulou de novo para manter o contra cheque na gestão tucana.

Acabou-se e daqui pra frente cada um monta sua estratégia, lança seu candidato, curte seu torpor e sua ressaca.

O PMDB segue com Veneziano e o PT vai de Aguinaldo Ribeiro. Como são maduros, voltam a se encontrar no segundo turno.