Fale Conosco

Em 2021, foram destinadas verbas de R$ 2,5 bi para as 69 universidades e 1,3 milhão de estudantes. Há 17 anos, o valor do orçamento era praticamente o mesmo (com os valores atualizados pelo IPCA). A diferença é que na época eram 574 mil alunos e 51 instituições. Os dados foram extraídos do Painel do Orçamento Federal.

Os gastos discricionários vão desde despesas básicas, como luz, água, limpeza e segurança e também para o pagamento de bolsas, compra de insumos para pesquisa e reformas prediais. O baixo orçamento implica no corte do auxílio aos alunos mais pobres das universidades, interrupção de pesquisas e até mesmo na falta de pagamento das contas de água, de luz e de limpeza.

A verba das federais, além do valor de R$ 2,5 bi, também prevê R$ 1,8 bi que podem ou não ser desbloqueados ao longo do ano. Se houver o desbloqueio, o orçamento se assemelha ao patamar de 2006, quando existiam no Brasil 54 universidades federais.

De acordo com o jornal O Globo, responsável pelo levantamento desta reportagem, os reitores das instituições temem uma paralisação em escala nacional nas unidades de ensino superior.