Fale Conosco

Um dos homens presos em decorrência das investigações sobre a morte de Expedito Pereira, ex-prefeito de Bayeux, tem ligação trabalhista com um parente da vítima, que foi assassinada durante uma caminhada próxima à sua residência na última quarta-feira (9) no bairro de Manaíra, em João Pessoa. De acordo com o delegado Vitor Melo, há uma outra pessoa identificada e que a polícia aguarda apresentação voluntaria para dar sequência a linha de investigação.

“Sábado a noite um homem foi preso. Após diligências, identificamos que trata-se da segunda pessoa que teve contato com o veículo usado para levar o executor”, afirmou.