Fale Conosco

As atitudes arbitrárias de Jair Bolsonaro já incomodam o Congresso. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou que não se pode mais admitir que o presidente ataque às instituições democráticas, sob pena de estar compactuando com um eventual golpe para se manter no poder em 2022.

“É preciso mudar essa página, forçar, com as instituições, que o Presidente da República se porte como um homem adulto. Ele se recusa a fazer isso”, declarou Vieira em entrevista nesta quinta-feira (22) ao UOL News Manhã.

O senador acionou nessa quarta-feira (21) o STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar obrigar Bolsonaro a comprovar as supostas fraudes que diz ter havido nas eleições de 2018. Apesar de ter sido eleito, o presidente defende ter obtido mais votos do que o divulgado e vencido a disputa ainda no primeiro turno, o que nunca foi provado.

Na ação, Vieira lista 13 declarações de Bolsonaro, feitas entre setembro de 2018 —quando ainda era candidato ao Planalto— e julho de 2021, em que o presidente questiona o sistema eleitoral brasileiro e, mais especificamente, a urna eletrônica. Em algumas ocasiões, quando fala em fraude, Bolsonaro também cita a eleição de 2014, vencida pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

UOL