Fale Conosco

Em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (13), o senador e presidente do MDB na Paraíba, Veneziano Vital do Rêgo, afirmou que até março de 2022 o seu partido irá apresentar suas definições políticas para as eleições do próximo ano. Segundo o parlamentar, uma candidatura própria da legenda à Presidência da República impulsiona um projeto próprio a nível estadual, entretanto, depende do cenário político de cada lugar.

A executiva nacional do MDB lançou, na última semana, a pré-candidatura da senadora Simone Tebet à presidência. Perguntado se há um calendário para que a sigla defina se haverá ou não candidaturas ao cargo de governador para garantir palanque ao projeto presidencial nos Estados, Veneziano diz que não, porém, pelo seu entendimento, até março de 2022 é o período ideal para definir esse posicionamento.

“Todos os partidos, todas as legendas, eles devem, claro, cada um estrategicamente tem as suas próprias definições, eu penso que até antes mesmo de março nós vamos ter as nossas definições que são vinculadas, não há como, se não vinculadas na sua totalidade, mas à uma relação direta sob a ótica nacional”, disse o senador em declaração à Rádio Caturité FM.

O discurso de Veneziano está alinhado como o do presidente do Cidadania na Paraíba, Ronaldo Guerra, que postergou para depois do Carnaval as discussões sobre a composição da chapa majoritária que será encabeçada pelo governador João Azevêdo.

“Se fizer um levantamento, todas as eleições de governador começam em março, abril, de forma que só no próximo ano será discutido isso aí, como será a chapa, quem será. Então, não é coisa para agora, depois do carnaval e para vice-governador acho que mais um pouco para frente ainda, não será agora”, pontuou, projetando ainda um aumento no número de filiados ao partido em 2022, quando houver a abertura da janela partidária.

A relação entre MDB e Cidadania, mais precisamente entre Veneziano e João Azevêdo, é uma das principais pautas do jornalismo político paraibano nos últimos meses. Contudo, conforme as declarações de hoje de seus presidentes, a resposta definitiva só sairá em 2022. Antes de tudo isso, deve haver ainda uma franca conversa entre as duas lideranças para estabelecer o rumo da relação perante o próximo pleito eleitoral.

Ouça a entrevista de Veneziano Vital do Rêgo:

Ouça a declarações de Ronaldo Guerra: