Fale Conosco

A plataforma Paraíba Educa foi a vencedora da edição 2021 do Prêmio Excelência em Competitividade, na categoria Boas Práticas, promovido pelo Centro de Liderança Pública (CLP). A cerimônia de premiação ocorreu nesta quinta-feira (30), em São Paulo, e contou com a presença do governador João Azevêdo, que apresentou aos demais governadores participantes do evento e aos representantes do CLP o êxito do programa elaborado para atender alunos e professores da Rede Estadual de Ensino durante a pandemia do coronavírus.

O projeto da Paraíba foi avaliado pela banca de seleção do CLP que examinou, no total, 280 políticas públicas este ano. Além disso, o ensino remoto do estado foi reconhecido como o melhor do Brasil por meio de pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e recebeu a maior nota na análise feita pela Rede de Pesquisa Solidária (RPS), integrada por pesquisadores de várias instituições que avaliaram a oferta do ensino remoto aos alunos durante a pandemia.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a Paraíba Educa representa uma das mais complexas, eficientes e rápidas respostas do estado ao longo da pandemia. “Nós utilizamos a nossa experiência em serviços digitais e esse foi o caminho certo e necessário para evitar a interrupção do processo de aprendizagem dos alunos, o que será fundamental para a vida de cada um deles, mas também essencial para o desenvolvimento econômico e social do nosso estado e eu agradeço a cada professor, dirigente escolar e a todos da Secretaria de Educação pelo empenho, capacidade de se reinventar e determinação para que isso fosse possível porque, como professor, sei que a educação é a mãe de todas as políticas públicas”, frisou.

Ele também destacou as ações do estado para assegurar a assistência à população em diversos segmentos, apesar das dificuldades provocadas pela pandemia. “É possível continuar fazendo políticas públicas, principalmente, nas assistências social e alimentar, como também no turismo, na infraestrutura, na eficiência da gestão fiscal e na capacidade de investimentos. Nós estamos fazendo o nosso dever de casa que vai sendo reconhecido, inclusive, em nível nacional. Nós tivemos a oportunidade de cuidar do estado, fazer com que ele continue avançando e, ao mesmo tempo, protegendo as pessoas”, acrescentou.

O secretário de estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, também presente ao evento, afirmou que o prêmio representa mais um reconhecimento ao trabalho responsável e comprometido do governo com a excelência do ensino público. “Essa premiação é muito importante para a administração porque analisa boas práticas de gestão e sua escolha leva em consideração o que ela impacta na prática na vida do cidadão e essa política do estado é efetiva, tem resultados e pode ser replicada”, comentou.

“Nós parabenizamos o gestor público pela capacidade de se antecipar aos problemas. Quando se fala em preparar o terreno, transformação digital e quando vem uma pandemia, já estar preparado, isso é antecipar as jogadas e é isso que os gestores públicos têm que fazer”, disse o diretor geral do CLP, Tadeu Barros.

Também forem vencedores os programas de Gestão Penitenciária (Gespen), do estado do Maranhão, que coleta e acompanha mensalmente os dados de cada unidade prisional, produzindo relatórios gerenciais e viabilizando a análise das informações obtidas junto aos demais setores da Secretaria, atuando em quatro eixos: segurança, atendimento e humanização, administração e modernização; e o Parcerias Municipais, do estado de São Paulo, que tem como propósito aumentar a qualidade de vida e reduzir as desigualdades regionais, com desafios de ampliar o acesso à creche; universalizar o acesso à pré-escola; alavancar a qualidade do Ensino Fundamental I; reduzir as taxas de Mortalidade Infantil e Materna; reduzir os óbitos prematuros por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT); fortalecer as redes de combate à violência sexual; promover ambientes menos suscetíveis a roubos; mitigar os impactos da pandemia na pobreza e na geração de emprego e renda.

Paraíba Educa – Quando as aulas presenciais precisaram ser suspensas por conta da pandemia, para garantir o direito à educação de qualidade, inclusiva e democrática, o Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, estruturou a Paraíba Educa: uma política pública capaz de permitir a continuidade dos processos de ensino e aprendizagem e segurança alimentar.

A plataforma assegura, mesmo em tempo de pandemia e suspensão das aulas presenciais, o direito à “educação de qualidade, inclusiva e democrática” como determina o Plano Estadual de Educação, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e a Constituição Federal. Esta ação foi desenvolvida com o intuito de implantar em todo o território paraibano o Regime Especial de Ensino, que corresponde ao ensino remoto executado pelas unidades de ensino vinculadas à Rede Estadual.

A Rede Estadual de Ensino é composta por mais de 246 mil estudantes e 17 mil  professores que foram impactados pela pandemia e tiveram acesso às iniciativas impulsionadas a partir desta política pública. Foram utilizadas diferentes soluções digitais como a TV Paraíba Educa, as salas de aula virtuais no Google Classroom, aulas ao vivo por meio do Google Meet, o site educacional PB EDUCA, podcast pela Rádio Tabajara, diversas lives formativas pela plataforma YouTube e materiais impressos para os alunos que não têm acesso à smartphones.

Para que todos seguissem acompanhando as aulas e as atividades dos programas de destaque como Se Liga No Enem, Ouse Criar, Desafio Nota Mil, e Arte em Cena, foram disponibilizados dados móveis gratuitos por meio do aplicativo Paraíba Educa.

As estratégias pedagógicas propostas foram elaboradas e implementadas por professores da própria Rede Estadual, com alinhamento com as características do território paraibano, e estendidas às redes municipais de educação em regime de colaboração.

O êxito das ações na educação resultou na aprovação de 3.083 estudantes em universidades de todo o Brasil, dos quais, 442 estudantes conquistaram o primeiro lugar e 397 estudantes obtiveram notas acima de 900 pontos na Redação.

Prêmio Excelência em Competitividade – A iniciativa do CLP visa conhecer e reconhecer os estados que têm desenvolvido políticas de impacto em competitividade, dentro dos 10 temas que compõem os pilares do Ranking de Competitividade, a exemplo de inovação, avaliação e competitividade, replicabilidade, sustentabilidade e equidade.

Através do Prêmio Excelência em Competitividade, o CLP espera promover mudanças positivas na gestão pública, reconhecendo boas iniciativas estaduais que podem ser replicadas em outros Estados.

O CLP uma organização que busca engajar a sociedade e desenvolver líderes públicos para enfrentar os problemas mais urgentes do Brasil, auxiliando gestores públicos a diagnosticar problemas e elencar prioridades.