Fale Conosco

Aconteceu nesse sábado (11) e domingo (12), no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, o InovaHack Cagepa, um hackathon – maratona de inovação e empreendedorismo – que tem o intuito de incentivar estudantes de nível médio técnico da rede estadual e do ensino superior da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) a desenvolverem projetos que possibilitem a resolução de problemas envolvendo o saneamento básico e a busca de novas estratégias para o desenvolvimento sustentável.

Dos 223 inscritos, 110 alunos são da UFPB e os demais são do ensino médio, da rede estadual. O evento é promovido em parceria pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado da Paraíba (Sebrae/PB), Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Centro de Energias Alternativas e Renováveis (CEAR) da UFPB, OpenCadd, Luz Criações e Governo do Estado.

Representando o Reitor da UFPB, a diretora-presidente da Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova/UFPB), Profa. Kelly Gomes, ressaltou o papel desse evento para estimular os alunos a aplicarem o aprendizado obtido na Instituição em prol do desenvolvimento da região.

“Eventos como esse proporcionam aos nossos discentes a vivência prática em termos de resolução de problemas reais do nosso Estado. Então, a participação da Universidade é muito importante porque ela fomenta o empreendedorismo e a inovação, incutindo não apenas nos discentes que estão participando do evento, mas também disseminando isso na Instituição”, defendeu a docente.

O Prof. Euler Macedo, Diretor do Cear/UFPB, reforçou que o objetivo do evento é desenvolver soluções inovadoras que cheguem à ponta final a partir da utilização dessas tecnologias pela Cagepa. “Não adianta a gente ter a inovação sem conseguir colocar isso no mercado. A inovação se dá com a geração de receita, a geração da nota fiscal. Então, o Cear da UFPB entrou como um meio para viabilizar que os nossos alunos consigam materializar suas ideias, resolver problemas reais e apresentar isso à Cagepa”, explicou.

Divididos em grupos, os estudantes recebem uma apresentação sobre a metodologia do evento e, em seguida, são mentorados na produção de um projeto para o desafio proposto pela Cagepa. Os projetos serão avaliados por uma banca de especialistas e as melhores soluções receberão uma premiação.

Para o Sebrae, o evento é importante para o desenvolvimento do comportamento empreendedor, a partir do qual é possível o desenvolvimento de tecnologias e outros avanços.

“O evento mexe com a essência dessa juventude, que é topar desafio, fazer as coisas acontecerem na energia e na visão que cada um deles tem e, ao mesmo tempo, a gente consegue trazer essa juventude para problemas reais e concretos”, afirmou Luiz Alberto Gonçalves Amorim, diretor-técnico do Sebrae. Segundo ele, é fundamental esse envolvimento efetivo da UFPB com a sociedade.

 

 

UFPB.