Fale Conosco

Para o deputado federal Hugo Motta (Republicanos), adianta que as próximas pautas a serem discutidas na Câmara Federal serão polêmicas, por serem projetos que trazem muita divergência aos parlamentares. Ele acredita que a produtividade do segundo semestre de 2021 será tão intensa quanto a registrada no primeiro.

“Projetos como a regularização fundiária, que estamos votando hoje, projeto que trata da privatização dos Correios, reforma administrativa que também está sendo discutida na Casa, os projetos que tratam também da reformulação do sistema tributário, bem como as mudanças a cerca do sistema eleitoral, que é também uma discussão que precisa ser feita até o início de outubro já que precisamos aprovar um ano antes das eleições do ano que vem”, declarou.

Hugo Motta ainda avalia como desnecessárias as atitudes vistas nos últimos dias, por parte do presidente Jair Bolsonaro e também do Poder Judiciário, e diz que elas não são produtivas para o futuro do Brasil. O deputado federal pede que o convívio constitucional seja respeitado e que os direitos escritos na Constituição sejam assegurados.

“É extremamente desnecessário, principalmente para o convívio institucional que o Brasil cobra de seus poderes. A nossa população, que está enfrentando uma pandemia nunca antes enfrentada, ela quer ter mais vacinas, ela quer que os programas sociais melhorem, ela quer ter oportunidades de empregos, ela quer ver a economia ser retomada. E isso cada vez mais vai ficando difícil quando os poderes começam a gastar suas energias em discussões improdutivas”, completou o parlamentar.

Ouça a declaração completa de Hugo Motta: