Fale Conosco

Hoje, 23 de junho, véspera de São João, a tradição junina pede que acendam fogueiras para embalar os festejos. Contudo, a Secretaria de Meio Ambiente (Semam) de João Pessoa pediu que a população evite acender fogueiras neste período pois a fumaça é prejudicial à saúde, principalmente para as pessoas que sofrem com doenças respiratórias, como a Covid-19.

O órgão ainda recomenda que sejam utilizados fogos de artifício silenciosos, pois o barulho pode incomodar crianças, idosos e animais domésticos.

Vale lembrar que na Paraíba está em vigor, desde 20 de junho de 2020, a Lei Estadual 11.711 que proíbe o acendimento de fogueiras em todos os espaços urbanos do estado enquanto durar a pandemia de Covid-19.

Jocélio Araújo, chefe da Divisão de Fiscalização (Difi) da Semam, explicou que os fiscais da entidade estão autorizados a atuarem de maneira educativa nesta época junina.

“Nossas abordagens sempre têm um caráter educativo. Conversamos com as pessoas e solicitamos que sejam apagadas as fogueiras. Afinal, é preciso ter empatia e respeitar as pessoas que estão com Covid-19, uma doença que afeta o sistema respiratório e não é nada agradável respirar fumaça, estando com os pulmões comprometidos”, comentou.

A Semam disponibiliza o telefone 3218-9208, que funciona também como WhatsApp, para que as pessoas possam fazer as denúncias de infrações ambientais. É possível enviar vídeos e para formalizar a denúncia é preciso informar o endereço completo da ocorrência, com ponto de referência, para que os fiscais possam fazer a vistoria.

Fogos de artifício – O coordenador de Bem Estar Animal da Semam, Ítalo Oliveira, sugere que os cidadãos façam uso fogos de artifício silenciosos, para evitar que os animais, principalmente os cachorros, sofram com os barulhos. Crianças, idosos e pessoas mais sensíveis também podem ficar incomodadas com o estrondo das “bombas” de São João.

“A audição dos cachorros é extremamente sensível e eles costumam sofrer com os fogos de artifício. Podemos comemorar, não é proibido soltar fogos, mas podemos ser mais empáticos com os bichos. E a festa não perde em beleza, com os fogos colorindo os céus nas noites de São João”, pontuou.