Fale Conosco

Os 170 mil segurados da Previdência Social que recebem benefícios por incapacidade temporária – o antigo auxílio-doença – devem ficar atentos para agendar nova perícia médica.

Os prazos para fazer o agendamento começam a expirar este mês. Quem não agendar e comparecer no dia do agendamento corre o risco de ter o pagamento suspenso.

EM julho, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciou a convocação para segurados que não realizam perícia médica há mais de seis meses. Quem recebe a carta tem 30 dias, a contar da data de recebimento registrada pelos Correios, para agendar a perícia.

O INSS poderá também convocar as revisões utilizando a rede bancária, pelo órgão pagador do benefício, quando esse tipo de notificação for disponível. Estão previstas ainda as convocações por meio eletrônico ou edital em Diário Oficial.

A revisão em benefícios por incapacidade temporária segue até dezembro e serão realizadas por peritos médicos federais em horários extraordinários. O tempo médio entre o agendamento e a realização da perícia médica está em 39 dias.