Fale Conosco

Dando mau exemplo à população da cidade, a prefeita de Uiraúna, Leninha Romão (PP), desrespeitou o próprio decreto restritivo, que tem como objetivo conter a propagação da Covid-19. Uma das principais regras, a de manter o distanciamento social, foi quebrada pela gestora. Ela promoveu uma aglomeração no município para comemorar o recebimento de R$ 8 milhões em emendas parlamentares.

A alegria de receber recursos do deputado federal Wellington Roberto (PL), onde R$ 5 milhões serão destinados à construção de um hospital municipal, fez Leninha esquecer de outra determinação assinada por ela, ao convocar uma queima de fogos. No último decreto municipal, a prática foi proibida devido aos festejos juninos.

”Vamos fazer uma queima de fogos, quero que todos venham para a minha casa, que o povo de Uiraúna precisa saber disso”, disse a prefeita em áudio enviado a parlamentares e amigos.

A convocação da gestora resultou em uma carreata. Um carro de som ia à frente do cortejo, tocando músicas da época da campanha eleitoral. Além disso, narrava os benefícios alcançados com a destinação da verba. Pelas ruas da cidade, as pessoas aglomeravam para acompanhar a comemoração. Tudo ao contrário do que prega a pandemia.

Um outro detalhe chama a atenção: Uiraúna está classificada em bandeira vermelha, a mais restritiva, conforme a 28ª avaliação do Plano Novo Normal, publicada na última segunda-feira (28). Leninha Romão, aquela que como representante máxima da cidade deveria ser um modelo de comportamento para a sua população, foi a primeira a ignorar a crítica situação pandêmica que assola a Paraíba.

Assista: