Fale Conosco

Há quase 30 anos, a Escola Conviver forma os pequenos cidadãos paraibanos para o futuro, com um método educacional inovador reconhecido por todo o Estado. Nesta terça-feira (25), a diretora do centro de ensino, Glória Braz, Natiele Tenório, educadora e mestre em geografia, e Daniel Dantas, educador e mestre em biologia, foram entrevistados pelos jornalistas do programa 360 Graus. Na ocasião, foram ressaltados os pontos positivos da escola que adota em sua metodologia uma parceria com a família do estudante, além dos projetos desenvolvidos dentro do ambiente escolar.

Segundo a diretora da Conviver, a escola se mantém há quase três décadas como uma das mais gabaritadas de João Pessoa por prezar pelo compromisso e responsabilidade com a educação de qualidade, procurando sempre fazer o melhor. Médicos, advogados, políticos e até atleta olímpico, o jogador de vôlei de praia Álvaro Filho, já passaram pelas salas de aula desse centro escolar.

“O segredo é a questão do compromisso e da qualidade de ensino. Então, todos os profissionais da escola são qualificados e bastante comprometidos, nós fazemos um trabalho de equipe, desenvolvendo todo o ensino, a aprendizagem muito voltado para a formação do cidadão. Inclusive, nós temos um trabalho que é feito em parceria com a escola e a família, esse é um dos aspectos fundamentais”, iniciou.

Com uma proposta pedagógica socioconstrutivista, que tem como objetivo fundamental a interação social da criança associada a construção do conhecimento, o Sistema de Ensino Conviver dispensa métodos de aprendizagem ultrapassados baseados apenas na memorização, estimulando a mente dos estudantes através da leitura e da escrita. O trabalho inicia na escola e se estende até o lar dos pequenos. Toda a semana, a criança leva um livro para casa e, a partir da leitura, expõe em sala de aula o seu entendimento sobre a história contada.

“A família e nós enquanto escola somos um referencial para a criança. Então, a partir do momento que os pais leem para a criança, já vai despertando o gosto pela leitura, o gosto pelo livro. Nós temos um projeto em que toda a semana vai um livrinho para casa e criança lê, depois ela vai passar através de ilustração, de escrita se já souber ler, o que compreendeu daquela história que foi contada. Essa questão de memorizar nós não trabalhamos mais, trabalhamos em busca da compreensão, da construção do conhecimento”, ressaltou a diretora.

Assista à entrevista completa com os membros da Escola Conviver: