Fale Conosco

Ao discursar em Belo Horizonte, Capital de Minas Gerais, Jair Bolsonaro foi interrompido por uma forte vaia na manhã desta quinta-feira (30). O presidente ficou calado por cerca de um minuto ouvindo os manifestantes, que além de vaias, gritavam xingamentos como “vagabundo”.

Desde que desembarcou na Capital mineira para participar da cerimônia de sanção de um projeto de lei para obras do Metrô de BH e do Lançamento da Pedra Fundamental do Centro Nacional de Vacinas, na Universidade Federal de Minas Gerais, Bolsonaro foi alvo de protestos.

Mas no momento do seu pronunciamento, ao lado do governador do Estado Romeu Zema (Partido Novo), o som alto e negativo das vaias se sobressaiu as suas palavras e o presidente se calou. Depois, mudou seu tom e começou a atacar os oposicionistas.

“Isso é bom que aconteça. Eu nem vou ofender essa senhora que proferiu essas palavras aqui que nem deu pra mim (SIC) entender”, iniciou Bolsonaro, adicionando uma alfinetada. “Diz o velho ditado quem até os trinta não foi de esquerda não tem coração. Quem depois dos 30 continua sendo de esquerda não tem cérebro”, ironizou.

“Não vim aqui falar de política, mas se porventura eu virar candidato no ano que vem terei o maior prazer de debater com o candidato dessa senhora”, garantiu o presidente que quando candidato nas eleições de 2018 fugiu dos debates agendados.

Veja vídeo do momento:

Revista Fórum