Fale Conosco

O partido de Wallber Virgolino, o Patriota, quer que Edmar Oliveira desista da candidatura à Prefeitura de Campina Grande. Isso porque a legenda na Paraíba alega que que Bruno Cunha Lima é o candidato do presidente, mesmo sem nenhuma comprovação pública do apoio. Bolsonaro, inclusive, já se manifestou sobre o assunto e disse que não participaria do primeiro turno das eleições deste ano.

“O diretório estadual esclarece que, por inúmeras vezes, o informou sobre a inviabilidade da sua candidatura, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro está alinhado com o projeto do atual prefeito Romero Rodrigues, sendo impertinente ao Patriota o lançamento de uma candidatura de oposição, pois ninguém é candidato de si mesmo. Portanto, não somos oposição em Campina Grande”, diz trecho da nota emitida pela legenda.

Confira a nota na íntegra:

O diretório estadual do Patriota vem respeitosamente informar que as doações da executiva nacional do partido a campanha de Wallber Virgolino foram feitas diretamente ao CNPJ da coligação, não existindo qualquer relação com outro município.

Sobre as declarações do candidato a prefeito de Campina Grande, Edmar Oliveira, o diretório estadual esclarece que, por inúmeras vezes, o informou sobre a inviabilidade da sua candidatura, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro está alinhado com o projeto do atual prefeito Romero Rodrigues, sendo impertinente ao Patriota o lançamento de uma candidatura de oposição, pois ninguém é candidato de si mesmo. Portanto, não somos oposição em Campina Grande.

Por fim, o partido sugere ao candidato Edmar Oliveira que reavalie sua postulação em nome da unidade do projeto do nosso presidente Jair Bolsonaro na Paraíba.

Cordialmente,

Diretório Estadual do Patriota