Fale Conosco

Há algumas semanas, era comum noticiar os ataques feitos por Jair Bolsonaro ao sistema eletrônico de votação brasileiro, levantando hipóteses de fraudes, e ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso. Porém, depois da carta de recuo feita pelo ex-presidente Michel Temer, o chefe da Nação mudou o tom e chegou até a fazer elogios a Barroso, afirmando também que não há motivos para duvidar da urna eletrônica.

Em entrevista à Veja, o chefe da Nação disse que não fará ofensivas para impedir a realização das eleições presidenciais de 2022. “Olha só, vai ter eleição, não vou melar, fique tranquilo, vai ter eleição”, garantiu.

Já sobre Barroso, o presidente, que prometeu até mesmo derrubar o ministro do Supremo Tribunal Federal, exaltou a sua iniciativa de incluir as Forças Armadas para garantir a lisura do processo eleitoral.

“Com as Forças Armadas participando, você não tem por que duvidar do voto eletrônico. As Forças Armadas vão empenhar seu nome, não tem por que duvidar. Eu até elogio o Barroso no tocante a essa ideia”, declarou.

O Antagonista