Fale Conosco

O Congresso Nacional teve, em 2021, um gasto com deputados federais paraibanos de R$ 18.810.281,18. Desse montante, R$ 14.320.471,07 são referentes a Verba Indenizatória e R$ 4.489.810,11, ao cotão.

Esses valores correspondem a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) e abarca despesas do mandato, como passagens aéreas e conta de celular. Algumas são reembolsadas, como as com os Correios, e outras são pagas por débito automático, como a compra de passagens.

Veja o ranking dos gastos de cada deputado com o cotão:

Wilson Santiago- R$ 487.062,06
Hugo Motta – R$ 433.265,05
Wellington Roberto – R$ 431.233,62
Aguinaldo Ribeiro – R$ 412.459,62
Edna Henrique – R$ 388.166,96
Frei Anastácio – R$ 384.655,06
Julian Lemos – R$ 371.946,56
Efraim Filho – R$ 350.322,60
Damião Feliciano – R$ 301.448,67
Ruy Carneiro – R$ 289.752,67
Gervásio Maia – R$ 279.630,22
Pedro Cunha Lima – R$ 96.570,85

Verba de gabinete

Cada deputado tem R$ 111.675,59 por mês para pagar salários de até 25 secretários parlamentares, que trabalham para o mandato em Brasília ou nos estados. Eles são contratados diretamente pelos deputados, com salários de R$ 1.025,12 a R$ 15.698,32.

Encargos trabalhistas como 13º, férias e auxílio-alimentação dos secretários parlamentares não são cobertos pela verba de gabinete – são pagos com recursos da Câmara.

Veja o ranking dos gastos com Verba de Gabinete:

Hugo Motta – R$ 1.225.850,85
Frei Anastácio – R$ 1.224.785,43
Wellington Roberto – R$ 1.224.618,99
Efraim Filho – R$ 1.224.365,19
Ruy Carneiro – R$ 1.224.335,71
Wilson Santiago – R$ 1.220.650,98
Aguinaldo Ribeiro – R$ 1.203.332,86
Gervásio Maia – R$ 1.201.807,77
Edna Henrique – R$ 1.179.768,65
Julian Lemos – R$ 1.176.809,25
Damião Feliciano – R$ 1.109.347,85
Pedro Cunha Lima – R$ 1.104.797,54

 

 

 

Redação com Fonte83.