Fale Conosco

As principais lideranças do PT, o ex-presidente Lula e a presidente nacional do partido, a deputada federal Gleisi Hoffmann negociam com Ricardo Coutinho a sua possível filiação à sigla. O aval pode ser subentendido após o socialista publicar uma foto com os petistas seguido do seguinte texto: “Seguimos juntos por Democracia, Trabalho e Saúde para o nosso povo, no Brasil e na Paraíba. Venceremos”. O encontro aconteceu recentemente em São Paulo.

O presidente estadual da legenda, Jackson Macedo, já adiantou que as conversas sobre a filiação de Coutinho estão maduras, mas evita dar um posicionamento final. “O que eu posso dizer é que vou lutar internamente, dentro do partido, para que essa adesão aconteça”, garantiu. O partido ainda tem o objetivo de atrair mais nomes, como os deputados estaduais Jeová Campos, Cida Ramos e Estela Bezerra. “São companheiros valorosos e que tiveram uma história longa e marcante dentro do PT”, completou.

Entretanto, a filiação de Ricardo ao PT não é bem vista por alguns integrantes do partido. O deputado estadual Anísio Maia é um desses nomes, que na eleição municipal de 2020 foi contra o diretório nacional e saiu candidato a prefeito, mesmo com a legenda apoiando o socialista. Anísio, no entanto, integra a base de apoio do governador João Azevêdo (Cidadania), respaldado pela direção estadual.

Uma visita do ex-presidente Lula à Paraíba está marcada para o próximo mês e até lá o assunto deve ser aprofundado. Se entrar no PT, Coutinho pode dificultar um eventual apoio do petista para a reeleição do governador João Azevêdo (Cidadania). O ex-prefeito Luciano Cartaxo (PV) também busca apoio do político.

Alvo da operação Calvário, Ricardo Coutinho tenta se reaproximar de sua antiga legenda no auge das denúncias de corrupção ocorridas durante seus dois mandatos como governador da Paraíba. Ele ainda foi considerado inelegível  pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e teve as contas referentes a 2017 rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Para sair candidato em 2022, Coutinho deve conseguir um efeito suspensivo na Justiça.