Fale Conosco

Em discurso televisionado na Venezuela neste domingo (4), Nicolás Maduro, desejou ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma “recuperação rápida e efetiva” do novo coronavírus. No mesmo discurso, porém, Maduro chamou Trump de “inimigo sangrento da Venezuela”.

Maduro afirmou que Trump “tristemente subestimou todas as medidas de precaução” em relação ao vírus. Ele acrescentou que a Venezuela expressa sua “solidariedade humana” com Trump, já que “nenhum ser humano deve ser infectado”.

O venezuelano concluiu sua mensagem a Trump dizendo: “espero que tudo isso o leve a ser mais atencioso, mais humano, para a proteção do povo dos Estados Unidos e a compreensão dos povos do mundo”.

Vacina russa

Maduro também comentou a chegada ao país de um carregamento da vacina russa Sputnik V, contra o novocoronavírus.

A entrega é a primeira na América Latina e permitirá que a Venezuela participe de testes clínicos da vacina.

Em meio a um agressivo programa de sanções dos Estados Unidos com o objetivo de tirar Maduro do cargo, o governo venezuelano tem fortalecido os laços diplomáticos com a Rússia.