Fale Conosco

Está acontecendo na manhã desta sexta-feira (24) a audiência de instrução de Jonathan Henrique Conceição dos Santos, acusado de matar a jovem pernambucana Patrícia Roberta, no mês de abril. Devido ao quantitativo de testemunhas e declarantes, e pelo fato do réu estar preso, a audiência será realizada presencialmente.

As testemunhas de acusação e de defesa serão ouvidas primeiro. Logo depois, Jonathan Henrique será interrogado e, por último, haverá as alegações finais do Ministério Público e da defesa. A equipe de acusação pedirá que o acusado seja levado à juri popular.

A família de Patrícia Roberta está em João Pessoa para a audiência de instrução e também será ouvida no processo. O pai da jovem, Paulo Roberto, pediu justiça com a condenação máxima do réu. “Ele causou uma crueldade com a família. Você está diante de um pai todo destruído por dentro. Essa carcaça já era. Eu estou com muita dor”, desabafou.

Robério Capistrano, advogado assistente de acusação, acredita que o acusado será levado à juri popular em razão das provas apresentadas no processo. “Esperamos justiça. E a justiça será feita, hoje é o primeiro passo e vamos vê-lo condenado pelo júri”, destacou.

Jonathan Henrique foi preso no dia 27 de abril, no mesmo dia em que o corpo de Patrícia foi encontrado em uma área de matagal na Zona Sul da capital. Ela veio a João Pessoa visitar o amigo no dia 23 de abril quando desapareceu. O último contato da jovem com a família foi em 25 de abril. No dia seguinte, o pai veio à cidade procurá-la. A família registrou um boletim de ocorrência e diligências com a Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiros foram iniciadas. Um dia após o início das buscas, o cadáver de Patrícia Roberta foi achado enrolado em plásticos.