Fale Conosco

O Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) constatou que a média móvel da taxa de transmissibilidade do novo coronavírus superou o índice 4,0 em dois municípios paraibanos. Em João Pessoa, a taxa está em 4,24 e em Campina Grande o índice é superior, chegando 4,6.

Mesmo com as altas porcentagens registradas nas duas maiores cidades do Estado, a taxa de transmissão na Paraíba é de 1,06.

Para o levantamento, foram considerados os dados referentes aos últimos 14 dias, encerrando nesta quinta-feira (13). O número reprodutivo basal ou razão de reprodução básica R0 indica o quão contagiosa uma doença infecciosa é. Veja os gráficos abaixo:

 

Fonte: Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Fonte: Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Fonte: Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

De acordo com os gráficos, a média móvel relativa aos últimos 14 dias aponta grandes chances do contágio da Covid-19. Se o RT estiver maior que um, significa que cada cidadão poderá infectar mais pessoas. A cada 100 moradores dos municípios de João Pessoa e Campina Grande, 400 podem ser acometidos pela Covid-19.

Quando a taxa é inferior a um, os níveis de contágio da doença irão decair e a doença irá, eventualmente, desaparecer.