Fale Conosco

Através de uma publicação feita nas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Bayeux (Sintramb) denunciou que a prefeita do município, Luciene Gomes, estaria realizando o pagamento dos servidores abaixo do salário mínimo pelo segundo mês consecutivo.

Conforme o Sintramb, nessa quinta-feira (24), foi feito o pagamento, sem reajuste, dos salários dos aposentados e pensionistas, vigilância, professores e servidores do apoio. Os servidores apontam que a Prefeitura de Bayeux estaria cometendo crime.

“A prefeitura comete crime ao pagar SALÁRIO INFERIOR AO MÍNIMO aos servidores do APOIO. O Art. 7º da Constituição Federal diz que nenhum trabalhador poder receber salário NUNCA INFERIOR AO MÍNIMO”, destaca a postagem, que traz uma imagem de um contracheque no valor de R$ 1.197,00.

Ainda é frisado que, de  acordo com a Dieese, o salário mínimo necessário atualmente no Brasil deveria ser o de R$5.657,66.

“Os servidores estão revoltados e denunciam que a Prefeita Luciene Gomes comete crime ao não seguir a lei. Servidores dizem que não tem dinheiro para passagem, já que nem isso a prefeitura paga. Os professores, também revoltados, dizem que a prefeita publica Fake News e não pagou o reajuste do piso pelo segundo mês; relatam ainda que estão recebendo o mesmo salário de 2020 e pagando uma alíquota alta de previdência; que a prefeitura também não ofertou suporte para internet, celular e computador para dar as aulas e estão pagando do próprio bolso”, continua a denúncia.

Veja a publicação na íntegra: