Fale Conosco

Um projeto de resolução da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a ser votado na sessão desta terça-feira (28), objetiva aplicar sanções aos servidores que não tomarem vacina contra Covid-19. Um processo administrativo disciplinar pode ser aberto contra o trabalhador que recusar o imunizante, podendo ainda ter como penalidade a suspenção do seu salário.

O texto do projeto que será discutido na Casa prevê medidas para o retorno gradual das atividades da ALPB. A expectativa é que os trabalhos retornem na próxima terça-feira, 5 de outubro, num expediente de dois dias: terça e quarta-feira das 08h às 13h.

Os funcionários terão que comprovar a imunização completa contra o coronavírus através do cartão de vacinação, com a última dose tomada há pelo menos 28 dias, para que possam voltar aos trabalhos presenciais. Nesse momento, retornariam à Casa apenas 30% dos servidores. Já quem apresentar sintomas da Covid-19 ou teste positivo para doença deve permanecer afastado.

A Mesa Diretora ficará responsável por autorizar a entrada de jornalistas credenciados e convidados. Já a participação do público externo nas sessões da ALPB seguirá suspensa.