Fale Conosco

Nesta quarta-feira (26), o jornalista, escritor e diretor de Rádio e TV da EPC (Empresa Paraibana de Comunicação), Rui César de Vasconcelos Leitão, oficializou sua inscrição para concorrer à cadeira de nº 28 da Academia Paraibana de Letras (APL), cujo patrono é o Padre Lindolfo Pires. A vaga ficou em aberto após o falecimento do Monsenhor Marcos Trindade.

Rui Leitão disse que sua candidatura ao posto de imortal da APL foi estimulada por outros acadêmicos e, no momento da inscrição, apresentou os cinco livros de sua autoria para análise da produção literária, são eles: 1968 – O Grito de uma Geração; A Essência da Sabedoria Popular; Canções que Falam por Nós; Sentimentos, Emoções e Atitudes e Um Olhar Interpretativo das Canções de Chico.

O jornalista também submeteu para avaliação artigos publicados como colunista do jornal A União e dos portais Polêmica Paraíba, WSCOM, Gabinete de Leitura Romero Nóbrega e DiárioPB.

“Para qualquer pessoa que se dedica à literatura é motivo de honra pertencer a mais importante casa de cultura do Estado. Espero que a minha postulação seja acolhida pelos que integram a APL”, declarou Rui Leitão.