Fale Conosco

No dia de seu aniversário, nesta sexta-feira (1º), o advogado Rui Galdino recebeu como presente as chaves do Hotel Tambaú, adquirido por ele através de leilão. A posse aconteceu após uma exaustiva batalha judicial para provar que Galdino foi o legítimo arrematante do imóvel.

O hotel foi arrematado pelo advogado em 29 de outubro de 2020, após a desistência do Grupo Arnaldo Gaspar. Entretanto, a Justiça do Rio de Janeiro alegou irregularidades no processo e levou o hotel novamente a leilão em fevereiro deste ano. Galdino requereu a justiça carioca a suspensão dos efeitos do leilão de fevereiro. Por unanimidade, com 5 votos a 0, o juiz da 4ª Vara Empresarial do Rio, Dr. Paulo Estefan, reconheceu Rui Galdino como o verdadeiro vencedor.

Na cerimônia de posse acontecida nestas sexta, Rui Galdino se emociona ao, finalmente, receber as chaves do hotel, simbolicamente entregues pela equipe de segurança do lugar, que há mais de um ano circula solitariamente pelo prédio, zelando pelo que restou do imóvel que é considerado um ponto turístico de João Pessoa.

“A luta foi muito grande, mas chegamos, vencemos e não tem mais conversa fiada, o assunto está encerrado. A chave do Hotel Tambaú, que foi me entregue, poderia ter sido entregue por outras pessoas mas em homenagem especial que quis fazer aos vigilantes do hotel que estão há um ano, a turma da segurança faz um ano que está aqui trancada, confinada mesmo”, comentou.

Agora, Galdino conta que o desafio é recuperar as instalações do local por meio de reforma e reestruturação para que volte a funcionar com celeridade. Ele ainda revela que irá recontratar ex-funcionários e também dará oportunidade aos novos trabalhadores. O advogado diz que, caso tivesse sido reconhecido como dono desde outubro de 2020, hoje, que também é o dia de seu aniversário, seria a entrega do Hotel Tambaú para a população paraibana.

“Agora o grande desafio é a recuperação do hotel. Eu arrematei esse hotel em 29 de outubro de 2020, há um ano. Era um plano que a gente tinha para hoje, ao invés de hoje numa posse simples, era para estarmos inaugurando o hotel, reabrindo o hotel, empregando esse povo que esta aí fora precisando, tanto os ex-funcionários como novos funcionários que virão”, salientou o advogado.

Assista: