Fale Conosco

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) iniciou na manhã desta segunda-feira (24) a apreciação das contas do ex-governador Ricardo Coutinho referentes ao ano de 2018. O ex-gestor foi o responsável por sua própria defesa e, durante o tempo reservado para a argumentação, para fazer promoção pessoal, quase que uma campanha política.

Coutinho enumerou o que considerou ser os acertos de sua gestão, frisando que as ações realizadas durante seu governo elevaram a Paraíba a outro patamar, diferente do visto em mandatos anteriores.

A publicidade pessoal foi mal vista pelo paraibanos que acompanhavam a sessão, transmitida ao vivo pelo TCE-PB, que repudiaram a atitude de Ricardo. Segundo os espectadores, o espaço deveria ser usado para defesa de suas contas, não como palanque político, visto que o ex-governador tem pretensões eleitorais para 2022.

“Usando o TCE de palco para fazer política… Triste ver o desrespeito com a nossa Corte de Contas”, escreveu um internauta.

“O que deve ser o foco, são as contas anuais e não fazer do TCE palanque político, pois, o julgamento é técnico”, pontuou outro.

O julgamento de contas que está acontecendo hoje foi adiado duas vezes em 2021. O TCE-PB já reprovou as contas de 2016 e 2017 de Ricardo Coutinho, e a defesa recorreu da decisão de 2017.