Fale Conosco

O ano novo começa com oportunidades para os empreendedores residentes em João Pessoa, que querem desenvolver seus próprios negócios. A prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), segue com inscrições abertas para o programa de microcrédito social Eu Posso. As vagas ainda disponíveis são exclusivas para quem já é Pessoa Jurídica. O valor a ser concedido pode chegar a R$5 mil. As inscrições acontecem exclusivamente pela internet, no site euposso.joaopessoa.pb.gov.br.

O presente edital foi lançado no último dia 22, oferecendo um total de mil vagas, sendo 500 delas para Pessoa Física, as quais foram esgotadas em menos de três horas. A oportunidade segue valendo para Pessoa Jurídica enquanto houver vaga, tendo 10 de janeiro como data limite, por se tratar do prazo final para envio da documentação exigida.

A oferta do microcrédito é voltada para empreendedores formais maiores de 18 anos ou legalmente emancipados, residentes e domiciliados no município de João Pessoa. Deve ainda ser pessoa jurídica (MEI ou ME) sediada na capital paraibana, com no mínimo seis meses de formalização e cadastro ativo junto à Receita Federal. Não poderão se inscrever no programa interessados que possuam qualquer vínculo empregatício com a prefeitura de João Pessoa nem parentesco de primeiro grau com agentes públicos vinculados à gestão municipal, salvo aposentados e pensionistas.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Vaulene Rodrigues, o Eu Posso é um importante aporte financeiro para quem está precisando investir no próprio negócio. “Sabemos que empreender é um grande desafio, principalmente para quem está começando do zero ou tentando retomar as atividades após o impacto da pandemia. O microcrédito pode ser o empurrão que muitos precisam para fazer o projeto fluir”, disse.

ETAPAS – Muito mais do que conceder microcrédito, a iniciativa se preocupa com a viabilidade dos projetos e com a capacitação dos empreendedores. Por isso, o Eu Posso se divide em etapas obrigatórias: inscrição, capacitação, plano de negócios, análise de crédito, entrega do certificado do programa (CEM) e, por último, a concessão do crédito. A pessoa contemplada segue sendo acompanhada por uma equipe de consultores no pós-crédito.

VALORES – Para se habilitar ao crédito, os interessados deverão passar por todas as etapas e atender aos critérios exigidos no edital – que pode ser acessado no mesmo site da inscrição. Os valores concedidos serão limitados em até R$ 5 mil para pessoa jurídica. A liberação para cada empreendedor vai variar mediante análise financeira, score de crédito e aprovação das etapas previstas no edital. O prazo de financiamento será de 36 meses para capital fixo, de giro e misto, incluídos os seis meses de carência; e taxa de juros de 0,9% ao mês.

DOCUMENTAÇÃO – É primordial que os interessados reúnam toda a documentação exigida no edital. Para efetuar a inscrição como pessoa jurídica, é necessário anexar documentos dos sócios pessoa física (no caso de ME) ou do titular (no caso de MEI); cartão CNPJ ou certificado de MEI e ME; certidão atualizada da Junta Comercial (ME); comprovante do endereço comercial; certidões negativas municipal, estadual e federal; certificado de regularidade do FGTS; certidão negativa de débitos trabalhistas; comprovante de conta bancária Pessoa Jurídica, contendo nome do banco, agência, número da conta e nome do titular; e faturamento do ano de 2020 (ME), com assinatura de contador e carimbo com CRC.

Todos os documentos devem ser anexados até as 15h do dia 10 de janeiro. Mais informações podem ser obtidas no próprio edital ou pelo WhatsApp, no número (83) 98645-8768.

Ouça a declaração da secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Vaulene Rodrigues: