Fale Conosco

O governador João Azevêdo se reuniu, na tarde desta terça-feira (4), na Granja Santana, em João Pessoa, com associações representativas da Polícia Civil, ocasião em que anunciou a incorporação de 80% da bolsa desempenho ao salário em 36 meses, sendo 20% implantado de imediato neste início de ano. Além disso, também foi anunciado 10% de reajuste salarial com efeito imediato para todo o efetivo ativo e inativo.

Na reunião ainda ficou definida a realização de estudos sugeridos pelas categoria que envolvem a equiparação do pagamento do risco de vida, por exemplo.

“Nós demos sequência à reunião que ocorreu pela manhã com representantes da Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros e apresentamos aos representantes da Polícia Civil a mesma proposta para os militares, trazendo dignidade para quem é aposentado e que precisa ter esse olhar atento do governo. Foi uma reunião extremamente produtiva, respeitosa e vamos avançar para que possamos fazer uma segurança cada vez melhor na Paraíba”, frisou o governador João Azevêdo.

O presidente da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol), Beethoven Silva, fez uma avaliação positiva da reunião. “Foi um momento oportuno. Tivemos de fato uma abertura de diálogo, o governo se mostrou sensível as nossas pautas. É importante ressaltar que essa ideia de trazer alento ao policial civil que está aposentado ou que está perto de se aposentar deve ser parabenizado por esta decisão”, comentou.

Participaram da reunião, Steferson Nogueira (Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados – Adepdel) ; Germana Honório (Associação de Técnicos em Perícia e Necrotomistas da Polícia Civil – Atenepol); Clébio Gomes – (Associação dos Papiloscopistas Policiais Civis do Estado da Paraíba – Asppeb); Humberto Pontes (Sindicato dos Peritos Oficiais da Paraíba – Sindiperitos); Antônio Erivaldo (Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – Sindspol)

Também estiveram presentes os secretários Jean Francisco Nunes (Segurança e da Defesa Social); Marialvo Laureano (Fazenda); Gilmar Martins (Planejamento, Orçamento e Gestão); Jacqueline Gusmão (Administração); Letácio Guedes (Controladoria Geral do Estado); André Rabelo (delegado geral da Polícia Civil); e Fábio Andrade (procurador geral do estado), além do presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino.