Fale Conosco

Líderes do Solidariedade, MDB, PT, PDT, PSDB, PSOL, REDE, Cidadania, PV, PSTU e PCdoB protocolaram um pedido de interpelação a Jair Bolsonaro para que ele preste esclarecimentos e apresente eventuais documentos e provas das afirmações que fez contra as urnas eletrônicas em live realizada na quinta-feira (29).

O documento foi encaminhado ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral e corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luis Felipe Salomão.

Após três anos afirmando ter provas de fraudes eleitorais, Bolsonaro apresentou apenas teorias sem fundamentos que circulam na internet e que já foram desmentidas anteriormente.

“É uma tentativa de fazer com que o Bolsonaro pare com essas loucuras de todos os dias e volte para a política”, diz Paulinho da Força, presidente do Solidariedade.

Na petição, os partidos destacam que, além de não ter comprovado qualquer fraude, Bolsonaro promoveu ataques às instituições da República, lançando acusações a autoridades públicas, antecipando debate eleitoral e utilizando-se de estrutura pública para palanque político.

O ofício dos partidos também pede que as atuais alegações do presidente sejam englobadas na portaria nº1/2021 da corregedoria-geral eleitoral, de 21 de junho, que estabeleceu prazo de 15 dias para que qualquer autoridade que tenha relatado a ocorrência de fraudes no processo eleitoral brasileiro apresente evidências.

 

 

Com informações da Folha de S. Paulo.