Fale Conosco

Cláudio Lima e Fábio Guerra estão no topo de todas as listas dos secretários que vão cair nas gestões de RC e Cartaxo na virada do ano.

O primeiro é o secretário de Segurança responsável pela política pública que não conseguiu conter a explosão da violência na Paraíba e o segundo fez a Prefeitura da Capital perder mais de 15 milhões de sua receita própria com a patetada da troca de sistema de emissão de notas fiscais.

Cláudio Lima admitiu esta semana que uma cidade com mais de 700 mil habitantes como João Pessoa só tem duas delegacias abertas após as 18 horas e assinou embaixo que o governo Ricardo Coutinho não prioriza a área de segurança Pública.

Fábio Guerra entronxou a cabeça e recomendou ao prefeito Cartaxo que a PMJP tivesse o seu próprio software na área de emissão de notas fiscais e resultado disso tirou a empresa que vinha dando certo, a Eicon, e em seu lugar contratou através de uma ata a empresa Politec e esta não deu conta do recado e além de inúmeros transtornos aos usuários causou um prejuízo de mais de 15 milhões aos cofres municipais.

No caso de Cláudio Lima podemos creditar seus erros na conta do governador Ricardo Coutinho, pois este afirmou em vídeo que a responsabilidade era sua, que ele próprio cuidaria da área de Segurança.

No caso de Fábio Guerra fica a dúvida se a culpa pelos transtornos e prejuízos financeiros é dele, do prefeito ou da Politec, pois caminhamos para o terceiro mês consecutivo com o sistema em pane e queda na arrecadação da receita própria sem que uma solução definitiva seja adotada.

Cláudio Lima e Fábio Guerra, se forem exonerados ninguém vai sentir falta.