Fale Conosco

Em entrevista ao Programa Arapuam Verdade, o presidente nacional do partido Cidadania, Roberto Freire, deixou bem claro que a única exigência será o veto da aliança com bolsonaristas.

A orientação também vale para a escolha do candidato ao Senado na chapa. “ Na Paraíba, por exemplo, onde o governador João Azevêdo, do Cidadania, disputará a reeleição, a orientação é que o candidato parceiro da chapa também não integre o arco bolsonarista”, disse.

Ele ressaltou ainda que a Executiva Nacional do partido não deverá interferir em nenhuma aliança nas eleições de 2022 e que os diretórios estaduais estarão à frente para decidir sobre a formação das chapas majoritárias.

Roberto Freire ainda fez questão de enfatizar que a presidência estadual do partido definirá o melhor para o povo paraibano e para as forças políticas que apoiam o governo no pleito de 2022.