Fale Conosco

O governador João Azevêdo (PSB) respondeu, nesta sexta-feira (17), à nota publicada pelo Republicanos, na qual o partido afirmava que não poderia ser punido por sua lealdade e pediu sua participação nos diálogos de formação da chapa majoritária.

Segundo João, ele conversa com a legenda ao menos três vezes por semana e negou a existência de estremecimento da relação entre ambos.

“Eu falo com o Republicanos três vezes por semana. Se isso não é diálogo, eu não sei o que é. A nota foi infeliz quando falam que não podem ser punidos por ser leais. Não existe punição. Não sei o que tentaram dizer com aquela nota”, afirmou Azevêdo.

O gestor estadual assegura a presença do Republicanos na base governista. As declarações foram dadas durante agenda de João no Brejo paraibano.

“Eu sei da relação que tenho com Republicanos e eles sabem como são parceiros com o governo. Não tem nada de estranho nessa relação”, acrescentou o governador.

A nota do Republicanos foi publicada após movimentação do deputado federal Aguinaldo Ribeiro que desistiu de lançar-se pré-candidato ao Senado Federal e anunciou que seu partido, o Progressistas, indicaria um nome para compor a chapa de reeleição de João no cargo de vice-governador.