Fale Conosco

Em entrevista esta semana, ao ser questionado como anda a relação com a vice-governadora e o PDT da família Feliciano, que têm silenciado sobre o posicionamento nas eleições de 2022, João Azevêdo (Cidadania) teve uma atitude de respeito e ressaltou que o momento é de compreensão, sobretudo por conta dos problemas que a família tem passado.

A própria vice-governadora teve o diagnóstico da Covid-19 , e seu esposo, Damião, ficou vários dias internado na luta contra a doença.

“Acho que a vice-governadora Lígia Feliciano tem nos últimos meses passado por problemas muito sérios e eu tenho um respeito muita grande pelas pessoas. Acho que ninguém deve cobrar das pessoas principalmente numa situação dessa, então no tempo dela e do deputado Damião, por quem tenho um enorme respeito, eles com certeza se colocarão e nós vamos discutir, mas acho que é não o momento de fazer qualquer tipo de pressão em quem quer que seja”, disse.

Para alguns políticos, o gesto de João mostrou grandiosidade e habilidade, visto que a qualidade de ser humano deve ser levada em conta também como agente político.

Fonte: PB Agora.