Fale Conosco

Um ano e meio depois do início da pandemia de Covid-19, pais de alunos de alunos e docentes voltam a denunciar o descaso das gestões do ex-prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSD) e do atual Bruno Cunha Lima (PSD), dentre outros pontos, pelo início somente no mês de junho da distribuição dos mini-kits da merenda, que segundo mães de alunos teriam uma quantidade ínfima.

Vale ressaltar que a gestão anterior do ex-prefeito Romero Rodrigues esteve envolta no escândalo da ‘Operação Famintos’, num processo até então aberto que investiga o desvio de milhões de reais desviado por uma ‘Orcrim da Merenda’.

Diversas mães que têm filhos matriculados na escola CEAI Antônio Mariz, no bairro do Cruzeiro, zona sul da cidade, entraram em contato com a imprensa para denunciar a pouca quantidade dos alimentos. Vale salientar que essa é a primeira vez que a Prefeitura campinense está fazendo a entrega do kit merenda escolar aos alunos matriculados na rede Municipal, apesar de já estarmos no segundo semestre, enquanto há prefeituras na Paraíba que já entregaram três vezes.

Veja o desespero dessa mãe (Edileide Freire) ao receber o mini-kit com produtos vencidos para a alimentação dos seus filhos. “Como é que o prefeito não tem vergonha de entregar uma feira dessas! Gente isso não é uma feira”, disse a mãe, revoltada, que mora no bairro do Jardim Europa, em Campina.

Um levantamento feito a partir de releases enviados pela prefeitura de Campina desde 2020 mostra que o município não forneceu alimentação adequada para os alunos desde que as aulas foram suspensas. “Como alguém consegue aplaudir um absurdo desse? Quanta humilhação para as famílias. Depois de um semestre sem as crianças receberem nada, enviam esse kit vergonhoso. A gente sabe que o dinheiro da merenda vem o ano todo, como se explica tanta demora e descaso”, disse a internauta Ângela Araújo.

Outra internauta chamada Socorro Araújo, disse: “Prefeito leve esse kit para sua casa e veja quanto tempo dá! As creches estão fechadas desde o ano passado, onde está o dinheiro da merenda”, comentou. Vejam as imagens em anexo.

De acordo com o secretário de Educação do município, Raymundo Asfora Neto, o investimento inicial é de R$ 890 mil, com recursos próprios. Cada kit de alimentação escolar é composto por oito tipos de produtos: feijão, arroz parboilizado, açúcar, sal, flocos de milho, macarrão, molho de tomate e proteína de soja.

OPERAÇÃO FAMINTOS – LÍDER INTELECTUAL DO NÚCLEO POLÍTICO – Recentemente o MPF apontou que o ex-secretário de Administração de Campina Grande, Paulo Roberto Diniz de Oliveira, seria o como líder do núcleo político do esquema revelado pela Operação Famintos, contava, para isso, com o auxílio da própria esposa, Maria José Ribeiro Diniz. É o que consta da denúncia formulada pelo MPF à Justiça Federal nessa terça-feira.

No documento, de 398 páginas, a procuradora da República Acácia Soares Suassuna assevera que Paulo “de forma consciente e voluntária, exercia a liderança do Núcleo Político da organização criminosa desde 2013, atuando diretamente nos contatos com o líder do núcleo empresarial, FREDERICO DE BRITO LIRA, em ação coordenada para dispensar indevidamente as licitações, frustrar-lhes o caráter competitivo e viabilizar o desvio dos recursos públicos em benefício das empresas da ORCRIM”.

Confira detalhes: http://www.lenildoferreira.com.br/2020/10/mpf-paulo-diniz-foi-autor-intelectual.html

A denúncia foi apresentada em outubro do ano passado. No total, 22 pessoas entraram na mira do MPF. Uma delas, porém, faleceu recentemente vítima de covid-19. As testemunhas, de defesa e acusação, já tinham sido ouvidas pela Justiça em fevereiro deste ano. A Justiça Federal já condenou 16 investigados que faziam parte do núcleo empresarial. Eles recorreram da decisão ao TRF5.

Os vídeos com os depoimentos, de todos os investigados desse núcleo, foram liberados pela 4ª Vara da Justiça Federal e estão disponíveis na internet. Veja aqui aos depoimentos:
https://pje.jfpb.jus.br/pjeconsulta/ConsultaPublica/DetalheProcessoConsultaPublica/documentoSemLoginHTML.seam?idProcessoDocumento=cdcd84db33700ad733585bddf9d53173

Redação.