Fale Conosco

Uma das categorias que não pode parar durante a pandemia causada pela Covid-19 é a dos agentes de limpeza urbana. Mas, infelizmente, conforme voltou a ser constatada nesta primeira semana de 2022 por moradores e representantes do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab), em Campina Grande, os garis estão trabalhando sem os equipamentos de proteção individual (EPIs) essenciais para a segurança do trabalhador.

Como destacou recentemente o presidente Giovanni Freire, o Sintab esteve no setor de trabalho dos agentes de limpeza e observou que falta tudo. “Estamos acompanhando os servidores em ação durante esta crise, não somente os da saúde. Os garis também continuam na linha de frente e estão trabalhando sem nenhum EPI. Num momento de crise, de pandemia, estes se fazem ainda mais necessários para que estes trabalhadores possam exercer suas funções. É inadmissível trabalhador saindo sem bota, sem luva, sem máscara, sem nenhuma condição de trabalho”, detalhou.

Essa é a situação crítica da coleta de lixo de Campina Grande que vem desde o governo do ex-prefeito, Romero Rodrigues (PSD), onde houve várias paralisações da coleta e tem tido continuidade na gestão do atual gestor Bruno Cunha Lima (PSD), como pode ser vista nestas imagens de um gari sem máscaras, capacete e nem botas, coletando lixo numa das principais avenidas da cidade, nesta primeira semana de 2022.

Confira: