Fale Conosco

O desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator da Operação Calvário no TJ, determinou o envio de uma das investigações da Operação para o 1º Grau. A ação tinha como um dos alvos o ex-secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade.

Ao analisar o caso, o desembargador considerou que Aléssio, assim como os demais investigados, não possui mais foro privilegiado.

O ex-secretário foi alvo de um mandado de busca e apreensão na 5ª fase da Calvário – mesmo dia em que o ex-secretário-executivo de Turismo, Ivan Burity, foi preso.

 

Foto: reprodução.

Além dele, também figuram como investigados nesse caso outros 13 pessoas, além de empresas que teriam relação com os fatos apurados.

 

 

 

 

Redação com Jornal da Paraíba.