Fale Conosco

Estão dizendo por aí que a operação policial que prendeu membros do Ministério do Turismo havia sido informada dias antes ao Ministério da Justiça e o titular da pasta agora está sendo questionado por todos os lados à explicar o que aconteceu e por que ele não avisou sobre as futuras prisões.

Renato Lo Prete, da Folha de S. Paulo, dissertou sobre o assunto para a edição desta sexta-feira, dia 12. Leia a publicação:

 

Cardozo na Berlinda

Renata Lo Prete, Folha de S. Paulo

Embora José Eduardo Cardozo tenha dito e repetido aos caciques peemedebistas que foi pego de surpresa pela Operação Voucher, há, entre os ressabiados governistas, quem descreva relatos segundo os quais o ministro da Justiça dispunha, desde a antevéspera, de informações sobre o “pega geral” promovido pela PF no Ministério do Turismo.

Com base nessa hipótese, os céticos duvidam um tanto da sinceridade da bronca pública que o petista, pressionado por Dilma Rousseff, deu na corporação.

Os questionamentos a Cardozo não partem apenas do PMDB, mas também de seus desafetos no PT.

Para defensores de Cardozo, o ministro seria alvo de um duplo ataque especulativo: da PF insatisfeita e de aliados ávidos por envolver o PT na “faxina” de Dilma.

“Não queriam um petista? Agora encontraram”, ironiza um correligionário.