Fale Conosco

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado do cargo nesta sexta-feira, 28, por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por irregularidades em contratos na área da Saúde.

A operação, foi batizada de Tris in Idem, em decorrências das Operações Favorito e Placebo, a partir da delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário de Saúde. O nome esconde uma crítica implícita ao fato de o terceiro governador do Rio estar envolvido em esquemas de corrupção. Antes de Witzel, Luis Fernando Pezão e Sérgio Cabral também tiveram mandatos marcados por escândalos

O vice Cláudio Castro, em princípio, assume, mas há dúvidas sobre a linha sucessória, uma vez que ele próprio também é alvo de buscas e apreensão. Castro estava em Brasília na manhã dessa sexta-feira, mas já se dirige ao Rio de Janeiro.