Fale Conosco

Em jornalismo, o difícil de quando se erra é reparar os danos, pois a palavra escrita se propaga e logo vira verdade absoluta, ficando quem teve o nome pré-julgado rotulado perante a opinião pública.

Assumo que errei e de público peço desculpas ao advogado Márcio Accioly, que teve sua honra dura e injustamente atacada por este blog quando do exercício da função de juiz do Tribunal Regional Eleitoral.

É que a informação de uma fonte nos fez chegar a uma gravação e nesta uma voz se passava pela do referido advogado, truncada e com vício de origem só para atingir a credibilidade deste blogueiro e do referido advogado.

Identificada a armação, procurei Márcio Accioly para me justificar e acordar esse pedido público de desculpas que, apesar de não reparar os danos à imagem do gabaritado causídico, ao menos se retrata perante a opinião pública, minimizando o prejuízo moral.

Márcio Accioly sempre foi notícia em nosso blog pela atuação exemplar e probidade, seja como advogado, seja como juiz.

A única vez que foi notícia negativa aconteceu por influência de uma fonte que não merece mais nossa atenção e por um erro crasso de nossa equipe de redação, que, ao não checar a veracidade dos fatos, foi induzida ao erro e causou os danos que neste momento esperamos minimizar com essa retratação pública.