Fale Conosco

Se alguém quer legitimidade para comandar um partido primeiro precisa ter votos e um mandato popular.

Como pode um partido querer mudar sua imagem se os dirigentes não foram respaldados com o cheiro de povo? 

Falo do PT paraibano e do traumático processo de reposicionamento, maculado no nascedouro por uma eleição sub judice. 

Anisio Maia eu conheço e sou testemunha de sua dedicação e doação sacerdotal desde os tempos em que o PT ainda era um cabeçalho de abaixo assinado.

Jackson Macedo é um subproduto da burocracia encastelada na máquina partidária, a tal casta que sobrevive dos conchavos e votos apenas nas manobras do assembleismo e me lembra aqueles estudantes que não se formavam e ficavam sugando o movimento estudantil.

Os Charlintons e Jacksons precisam ser jubilados e as verdadeiras lideranças do PT precisam retomar às rédeas, e aí eu incluo os que portam mandatos, a exemplo de Anísio, Frei Anastácio e Luís Couto.

A liminar conseguida pelo sempre competente causídico José Samarony ( foto ) é a repercussão exata de um PT legal, contrapondo-se ao PT imoral dos sem pudor e vinculados a Zé Dirceu.

Dércio Alcântara