Fale Conosco

Após encerrar o mandato como prefeita do Conde, Márcia Lucena perdeu o direito ao foro privilegiado. Em razão disso, o desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), determinou o envio de uma ação penal contra a ex-gestora ao juízo de primeiro grau.

Especificamente nesse caso, Márcia responde por crimes de responsabilidade. Ela também é investigada na Operação Calvário e chegou a ser presa no fim de 2019. A ex-prefeita cumpre medidas cautelares, com o uso de tornozeleira eletrônica.