Fale Conosco

Quando o presidente nacional do PSDB Sérgio Guerra disse que o comando do partido na Paraíba seria de Cássio se ele assumisse o compromisso de se candidatar a governador em 2014, ele cantou uma bola ululantemente óbvia. Cássio será o presidente do PSDB na Paraíba e Cícero passará o bastão a ele feliz, pois o bom amigo a casa tornou.

Cássio já é candidato a governador em 2014 e só não veio a público assumir esta condição porque não tem certeza se assume ou não o mandato de senador.

Querendo uma coisa de cada vez, aquele menino traquino move-se nos bastidores acendendo o pavio contra o seu adversário iminente, mas cuida de não deixar rastros para não alertar o ainda aliado Ricardo Coutinho.

Mas, de outra parte, o ricardismo não está disposto a deixar Cássio passar manteiga em venta de gato e também se movimenta.

Por exemplo, aquela reunião que Nonato Bandeira promoveu com a esposa do ex-governador Zé Maranhão, desembargadora Fátima Bezerra, oportunidade em que deixou claro que Cássio já se movimenta para inviabilizar o governo RC e chegou a oferecer várias secretarias ao PMDB e o apoio à candidatura de Maranhão ao Senado.

Maranhão não quis nem saber de acordo e, obviamente, só ficou sabendo depois, pois se tratou de articulação de um grupo minoritário, mas que conta com simpatias que influenciam decisões.

Se Maranhão tivesse caído nessa esparrela patrocinada por gente como Hervázio Bezerra neste momento estaria compartilhando os desmandos de um governo mais perdido que cego em tiroteio.

Resta agora saber quanto tempo resta para Cássio vir a público assumir sem firulas que é candidato a governador contra Ricardo?

Mas é sempre bom lembrar que ele tem culpa em tudo que está acontecendo na Paraíba, pois foi ele quem usou RC como instrumento de vingança e nos presenteou com um político despreparado psicologicamente para exercer o poder.

Cássio que não queira sair à francesa, pois é sócio de Ricardo e compartilha o ônus e o bônus.

Perguntar não ofende: Se trair e coçar é só começar, quem apunhalará o outro pelas costas primeiro?