Paraíba

Ricardo rebate Romero, aponta destruição do São João de CG e dispara: ‘o que Ronaldo diria se estivesse vivo?’

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu as críticas do prefeito Romero Rodrigues (PSDB) relacionadas a atuação do Governo do Estado no Maior São João do Mundo, em Campina Grande. As declarações foram dadas durante entrevista ao programa Conexão Master, nesta segunda-feira (03).

Na semana passada, o prefeito tucano apontou que “enquanto o Governo de Pernambuco ajuda o São João, o daqui persegue” e ainda criticou a atuação das polícias Militar e Civil na segurança da festa.

“Eu compreendo o inferno astral que o prefeito Romero tem passado. Mas eu também acho que a gente colhe aquilo que planta. Na essência, se acabou com a maior expressão cultural desse Estado. Fizeram uma engenhoca, diminuíram o espaço público, destruíram a raiz cultural. E em nome de que? Sinceramente, de negócios”, declarou.

– Eu compreendo o inferno astral que o prefeito Romero tem passado. Na essência, se acabou a maior expressão cultural desse estado. Fizeram uma engenhoca, destruíram a raiz cultural. A troco de que? Ele fica se justificando. Ele fica dizendo que o governo do estado não ajuda. São joão é uma festa municipal, faça a sua festa. Campina Grande é uma cidade industrializada, não é possível que não banque sua festa. Eu não vejo os prefeitos de bananeiras e monteiro reclamarem do estado. Aí fica falando do atendimento médico do são joão. As pessoas ao invés de procurar o posto da prefeitura, procuram o trauma de campina Grande. Que irresponsabilidade, desrespeito, acho que o prefeito tem que por os pés nos chão, se ele fizer isso, ele poder recuperar a credibilidade. Se Ronaldo estivesse aqui, o que ele acharia desse formato desse são joão? A cultura passou distante, o povo passou distante. E para poder esconder toda essa fragilidade, ele simplesmente apontar o governo do estado, tentando desviar o foco. Eu desafio qualquer um governo a por na mesa e dizer que fez metade que este governo fez por Campina Grande. Com informações do ParaíbaJá.

Tags: Tags: