Fale Conosco

Os protestos contra o governador Ricardo Coutinho estão se tornando cada vez mais comuns nas redes. Esse final de semana, uma ex-eleitora escreveu uma carta de desabafo, que representa a voz de vários dos insatisfeitos com a gestão e com o próprio governador e fez uma corrente na internet, através de e-mail e redes sociais.

Confira na íntegra carta divulgada:

Oi Ricardo, Aqui quem te escreve é uma dos 1.079.164 eleitores paraibanos que votou em você nas últimas eleições. Na verdade mesmo eu não votei em você. Eu votei no projeto que você me apresentou ao longo da campanha e na sua passagem pela Assembleia Legislativa. Não posso dizer que também tomei como referência a sua administração em João Pessoa porque não moro na capital e você sabe que quando a gente não vive a realidade não tem muitas condições de avaliar corretamente, então preferi não me guiar pelas notícias e comentários plantados pelos dois lados nessa imprensa velha e podre da Paraíba e usei apenas a sua atuação que de fato tinha a ver comigo, que foi quando você se apresentou como o Deputado Estadual mais atuante de sua legislatura e, principalmente, como um cara sempre disposto a defender o mais fraco diante do poder repressivo do mais forte e a lutar pela garantia de direitos conquistados por trabalhadores e instituições. Vibrei muito com a sua ascensão ao poder. Já estava cansada da alternância Cunha Lima/Maranhão onde sempre as mesmas pessoas ocupavam o poder e nós, o povo, continuávamos sempre em último plano. Comecei a me decepcionar com você quando o vi abrir mão do seu papel constitucional de responsável pela saúde da gente para contratar uma empresa de outro estado para assumir a sua função na administração do hospital mais importante do estado. Sei que estava difícil dialogar com a classe dos médicos, mas você já parou pra pensar que o diálogo era impossível graças à SUA intransigência? Afinal, o trauma sempre funcionou e em alguns momentos prestou serviços de ótima qualidade sem que fosse necessário o governador da época bater pino em relação à sua responsabilidade. Pense bem, Ricardo, se você disse que ia resolver o problema da saúde na Paraíba quem tem que resolver é VOCÊ e não uma empresa que não tem compromisso nenhum com a população e trabalha apenas com foco no lucro e no tratamento ostensivo aos servidores. Tenho bom senso e admito que depois da mudança o serviço melhorou e isso interessa, de fato, à população, mas você também tem que admitir que abrindo mão do seu papel você não tem mérito nenhum, afinal você apenas se declarou publicamente incompetente para fazer o que mais deve saber fazer um governante: negociar. Negociar, definitivamente, não é uma palavra à qual você seja muito chegado meu velho, mas eu não posso reclamar disso, pois a intransigência marca sua vida política desde o começo e eu já a conhecia muito bem. O problema é que como no começo a sua intransigência estava a nosso serviço ela era uma qualidade. Hoje ela é o seu maior defeito e a gente não merece culpa por isso, afinal a gente achava que a sua prioridade era defender o povo e não ser intransigente, independente de quem ganhasse ou perdesse com isso. Grande equívoco o nosso. Já vi que o teu negócio é ser murrinha mesmo e o povo que se lasque. Se for funcionário público aí que se lasca com força. Que é isso heim? É trauma, é? E aquela briga com o Sindifisco? O que foi aquilo, Ricardo? Hitler deve ter vibrado lá nos quintos com a forma como você tratou os caras que enchem o seu caixa todo mês pra você poder fazer caixa pra campanha de outubro. Pra que aquilo de ficar dizendo que a galera ganha muito e tal? E você queria o que, que eles ganhassem salário de miséria e vivessem mendigando propinas pelas estradas, desfalcando o cofre ao invés de enchê-lo? Para um cara ligado em gestão tem horas em que você é tão burrinho. Brincadeira! Eu sei que de burro você só tem os chifres. Já me disseram que aquilo é a tal da DESINFORMAÇÃO e que você adora usá-la contra seus oponentes, tentando transformá-los em pessoas indignas diante da população para que nós, o povo, nos viremos contra eles. O problema é que sempre que você faz isso a parcela mais esclarecida da população entende perfeitamente a sua intenção e a parcela menos esclarecida fica sem entender nada, porque o seu discurso é tão surreal que termina ficando incompreensível. Só a sua galera entende e deve te dar altos tapinhas nas costas elogiando seu lado estrategista. Essa turma tá te botando a perder, Ricardo, e você, iludido até a medula, ainda não notou… Tu já visse a mistureba que tá tua equipe? Tem o pior dos governos Cássio e Maranhão e ainda o rebotalho do teu secretariado na prefeitura. Deve ser complicado equalizar os interesses desse povo, até porque eles devem passar o tempo todo tentando fazer tua cabeça uns contra os outros e todos contra quem não for do “esquema”. Mas rapaz, tanta gente boa que te acompanhava no início da tua carreira… Gente da universidade, dos movimentos sociais, dos sindicatos. Cadê esse povo, Ricardo? Eu sei que tem uns que você acomodou do jeito que deu e passou um cala-boca, mas você já notou que o resto continua onde estava naquele tempo e todos os discursos continuam os mesmos? Só o governo é que mudou – ou não. Agora o ditador, insensível, traiçoeiro e vingativo é você. Pra você ver como as coisas são, não é? E essa história de fechar escola, heim? Onde foi que tu arranjasse essa moda? Nas tuas andanças por Cuba eu sei que não foi! De segurança eu nem falo contigo. Minha maior decepção nesse teu governo, viu? Porque, fora a saúde, nas outras áreas a gente ainda vai levando, mas na segurança tem gente morrendo todo dia graças à tua intransigência, rapaz! Bota a mão na consciência e toma uma atitude, homem! Tu sabe que a responsabilidade é tua por um monte de mortes e não faz nada, Ricardo? Sinceramente, se eu fosse tu não conseguia dormir em paz não, meu amigo. E agora, como se fosse pouco, me aparece essa tua confusão com a UEPB. Pense numa briga que tu não devia ter inventado! Rapaz, não tem uma pessoa nesse estado que ache a UEPB nem mais ou menos ruim não. Muito pelo contrário. Em Campina a universidade é adorada pela população. Todo mundo tem orgulho de dizer que a UEPB depois da autonomia ficou muito melhor do que a UFCG! Nas outras cidades, a UEPB é considerada um presente de Deus, Ricardo. Gera conhecimento, gera renda, gera cultura, gera VIDA! Até em João Pessoa, onde a UEPB não tinha essa moral toda, o povo já tá querendo um bem danado e todo mundo mordido com esses cortes, porque aí vai ficar com está – se não encolher – e não tem mais como crescer. Aí tu inventa de cortar o dinheiro do povo, numa história mal contada da moléstia e ainda faz a besteira de ficar falando em 3% e comparando com a USP? Sinceramente, mago, burro tu não é, mas mais inteligente tu já fosse, e muito! Agora me diga uma coisa: tudo isso só porque a danada da reitora é candidata a prefeita? E o que tem isso demais? Tu vive lançando secretário que ninguém conhece pra prefeitura de João Pessoa e bancando as candidaturas na mídia oficial com dinheiro do governo e vem dizer que a mulher lá tá usando o dinheiro que tu dá pra se promover? E tu já visse algum outdoor com foto dela em algum lugar? E ela pagando pra aparecer em programa de TV ou de rádio? Não precisa provar, basta dizer que já ouviu falar… “Homi”, tu tá é emprenhando pelos ouvidos e comendo a corda de um povo de Campina que tem é medo dela porque sabe que na hora que ela mostrar a cara na campanha não vai precisar de comprar ninguém e basta apresentar a história e as propostas que o povo vai saber quem ela é. E tem mais, tu sabe muito bem que se ela não fosse pro segundo turno o candidato que ela ia apoiar era o teu, não sabe? Me diz uma coisa, Ricardo, isso é inveja, é? Rapaz, tu já passou dessa fase, mago. Vai cuidar do teu governo que tá caindo pelas tabelas, bota gente competente de verdade nessas secretarias e tenta lembrar do começo da tua história, de como tu pensava e agia, que ainda dá tempo de botar o trem nos trilhos e fazer as pazes com a população. Sério mesmo, Ricardo, se a eleição fosse hoje, do jeito que tu tá queimado, não ia ter nem 300 mil votos, visse? Já estão até falando em impeachment e tu sabe muito bem que do jeito que a classe política tá “satisfeita” contigo, pra o gordinho te passar a perna é ligeiro… Se cuida, mago. Até a próxima!