Fale Conosco

A sala virtual onde acontecia uma defesa de mestrado, orientada pela professora Dra. da Universidade Federal da Paraíba Glória Rabay, foi alvo de ataque de hackers na na última quinta-feira (25). Os invasores assumiram o controle do ambiente virtual e proferiram diversas ofensas e ameaças a docente e sua orientanda.

Num trecho dos insultos, os criminosos dizem que “viado e feminista tem que morrer à pedrada igual na Arábia Saudita”. Dentre as ameaças recebidas “se tentar vir atrás divulgaremos IP, CPF e outros dados de vocês”.

O assunto a ser tratado na dissertação de mestrado abordava as discriminações enfrentadas pelas mulheres jornalistas na editoria de política, na cidade de João Pessoa.

Na tarde desta segunda-feira (1°), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba emitiu uma nota de repúdio lamentando o ocorrido. “A livre expressão, a reflexão sobre os problemas de nossa sociedade e a consequente busca por soluções não deve ser atacada nem podada. Ao contrário, estimulada e respeitada em todos os tempos”, diz um trecho da publicação.

Procurada, Glória Rabay não se pronunciou sobre o assunto.

Leia na íntegra a nota de repúdio divulgada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba:

NOTA DE REPÚDIO

A Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba repudia veementemente o ataque realizado durante a defesa de dissertação de Mestrado que versava sobre as discriminações enfrentadas pelas mulheres jornalistas na editoria de política em João Pessoa. A sala virtual onde havia a apresentação do trabalho foi invadida por hackers que ameaçaram os participantes e a orientadora da dissertação, professora Glória Rabay.

Através da diretoria do sindicato prestamos nossa irrestrita solidariedade à professora, à orientanda, às mulheres jornalistas e à UFPB como um todo. Entendemos que episódios de ódio como este devem ser rigorosamente rechaçados e punidos, preservando o ambiente de produção acadêmica, a liberdade e os direitos de todo ser humano.

A livre expressão, a reflexão sobre os problemas de nossa sociedade e a consequente busca por soluções não deve ser atacada nem podada. Ao contrário, estimulada e respeitada em todos os tempos.

A diretoria