Paraíba

Prefeitura de Patos assina acordo de cooperação técnica com o INCRA

A Prefeitura de Patos, através da secretaria de Agricultura, assinou na manhã desta quarta-feira (25) um acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para aplicação de linhas de créditos que visam beneficiar as famílias de agricultores localizadas nos dois assentamentos agrários que existem no município, o do Campo Comprido e o Patativa do Assaré.

O encontro contou com a presença do superintendente regional do INCRA, Francisco Rinaldo Maranhão, representantes dos assentamentos, do poder legislativo, do gabinete do prefeito e da secretaria de Agricultura.

O secretário de Agricultura, João Paulo de Lacerda, falou sobre a importância desta ação e disse que a secretaria de Agricultura vai auxiliar os agricultores na elaboração de projetos, tendo em vista que este é um requisito exigido pelo INCRA para a liberação dos créditos de fomento a Mulher do Campo e do crédito destinado a famílias do Semiárido.

“Nós visitamos o INCRA e solicitamos algumas melhorias para os nossos assentamentos, o Instituto nos garantiu essas melhorias com esses duas formas de liberação de linhas de crédito e nós, da secretaria de Agricultura, vamos fazer esta contrapartida técnica auxiliando os agricultores na elaboração de projetos agrícolas para que eles consigam obter os requisitos necessários para liberação desses créditos”, explicou João Paulo.

O superintendente regional do INCRA, explicou como vai funcionar a cooperação técnica entre o órgão e a Prefeitura, e afirmou que esta é mais uma forma de ampliar o acesso do assentado às políticas públicas de incentivo ao homem do campo.

“O acordo de cooperação técnica é basicamente uma parceria entre a instituição INCRA e a Prefeitura de Patos no sentido de ofertar a esses agricultores assentados acesso às políticas de crédito do PNRA, do Fomento Mulher e o Crédito Semiárido. O governo federal através do INCRA vai entrar com o recurso financeiro que vai ser destinado diretamente ao assentado da reforma agrária, mas para isso os assentados precisarão apresentar um pequeno projeto de como pretende investir este recurso. A Prefeitura de Patos através da Secretaria de Agricultura vai contribuir fortemente na construção desse projeto junto aos agricultores,” disse o superintendente.